TEMPERANÇA, Décimo Quarto Arcano Maior

A Lâmina

Chamam-lhe Temperança (temperance), Equilíbrio ou Alquimista em vários e diferentes baralhos. o

Apelidado de Temperança, Equilíbrio, Saúde ou até Combinação, surge o anjo alado, em sua cândida paz, manejando duas taças de água. A harmonia do lago e dos lírios que o circundam parece mesmo envolver-nos, enquanto o caminho à retaguarda discreta, mas fervorosamente, incita as nossas mais altas vontades e propósitos.

A mulher/anjo que derrama líquido é uma alegoria muito comum durante a Idade Média para representar a virtude da temperança: supunha-se que misturava água no vinho para diminuir os seus efeitos. Curiosamente, a mesma imagem serviu durante os primeiros séculos do cristianismo para ilustrar o contrário: o milagre das bodas de Caná, onde – por ordem de Jesus – a água se transforma em vinho.

Com outros significados pode ser encontrada nos versos de Horácio: “O cântaro reterá por longo tempo o perfume que o encheu pela primeira vez”.

Mistura de anjo e mulher, a Temperança evocou sempre, para os investigadores do Tarot, o mito do hermafrodita. Tema recorrente e vastíssimo, por um de seus aspectos – que é o que aqui interessa – a androgenia tem sido considerada desde tempos antigos como premonição feliz. Isto faz da Temperança uma carta amável, do ponto de vista adivinhatório, cuja presença alivia a densidade do oráculo.

 

A Manifestação

Após a consciencialização da necessidade de mudança e transformação imposta pela lâmina Morte, é chegado o momento de cortar com o passado, de forma a alcançar o equilíbrio e a harmonia que a Temperança nos vem trazer, simbolizando o Novo Ser, que renasce numa dimensão superior. É o arcano da Alquimia.

É uma fase de trabalho para um equilíbrio ideal, calmo e seguro, pela paciência, pela moderação de excessos e pela suavização de posições com compromissos, mesmo em situações desfavoráveis em que o caos parece perdurar, para que possa fazer as escolhas que lhe acarretarão maior proveito. De lembrar que o equilíbrio aqui alcançado é diferente daquele que a Justiça sugere, uma vez que não se trata de pesar, mas sim de encontrar um elo coeso de ligação entre as diversas situações.

A Temperança implica ainda a capacidade de pensar claramente e a longo prazo sobre o que deseja alcançar, sobre o propósito último da sua vida, dando tempo ao tempo, de forma a garantir que apenas fará o melhor ao seu alcance.

A coordenação, a cooperação e a adaptação são ainda elementos essenciais quando se analisam as relações humanas à luz desta lâmina, salientando o valor do que nos liga aos outros na consolidação e até síntese da partilha.

Na saúde, a Temperança remete para energia e vitalidade, ou até cura e recuperação. É a promessa de um bem-estar simultaneamente físico e mental no horizonte.

Esta lâmina remete uma fase de aprendizagem superior sobre a sua “viagem”. Um período introspectivo, hierarquizante de prioridades, com destaque para a busca incessante pelo equilíbrio entre os Eus interior e exterior como linha condutora da vida. Isto pode acarretar sentimentos de cisão ou confusão, mas a forma como este período lhe permitirá evoluir preenchê-lo-á inegavelmente.

 

As significâncias e simbologias

Na lâmina Temperança retrata-se com harmonia a sensibilidade um anjo alado, segurando duas taças com água a fluir entre elas. Este anjo é, verdadeiramente, um hermafrodita, filho de Hermes e Afrodite, símbolo do equilíbrio entre os sexos. O amuleto triangular ao peito, representando a feminilidade e a espiritualidade, jaz sobre um quadrado, reflectindo masculinidade e matéria, o que reforça a complementaridade ambas as forças. O sol radiante, no chakra frontal vem ainda por em foco a clarividência e o uso da intuição.

De notar que a anjo mantém um pé em terra firme, remetendo para mundo material, e um pé em água, uma alusão ao subconsciente, mais uma fez esboçando não só o esbater da dualidade de dois mundos opostos, como também a necessidade de ponderação antes da tomada de decisão. Já as asas, excedendo os limites da figura, reforçam a ideia de que as novas oportunidades estão sempre disponíveis.

A água que flui entre as taças fá-lo, de facto no sentido oposto ao que seria de prever, representando o controlo necessário à ascensão a um novo e melhor estado. O movimento da água alude ao símbolo do infinito, um equilíbrio perfeito entre passado e futuro. No movimento da água entre as taças, nenhuma gota se perde em consequência de um artifício consciencioso e moderado.

No canto inferior esquerdo da lâmina é ainda possível visualizar um longo caminho, um plano de vida, relembrando que o tão desejado equilíbrio advém da aceitação de que colhemos o que semeamos, pelo que se salienta a importância do desapego de falsos ideais e do desvio de caminhos desadequados ao nosso propósito.

Astrologicamente, a Temperança associa-se ao signo de Sagitário e à sua entusiasta energia de verdade, tolerância e beleza.

  • Equilíbrio
  • Moderação
  • Paciência
  • Cura
  • Propósito
  • Significado
  • Desequilíbrio
  • Conflito
  • Falta de visão
  • Excesso
  • Inconsequência

o

Seleccione para significados específicos:

Como carta do dia!

Respire fundo, relaxe, pense e actue apenas depois. Porque não medita hoje? O dia sugere reflexão.

Como Prognóstico!

Verá estabilidade e segurança, equilibradas no ponto que deseja. Faça uso de uma ponderação calma e informada no delinear da estratégia que lhe permite alcançar esse fim.

Como análise amorosa!

Lembre-se de que uma relação exige adaptação e cooperação mútuas para que coordenadamente possam viver a relação de forma harmoniosa.

Como um evento!

Aproveite as oportunidades que lhe são oferecidas de forma a que possam contribuir para a sua estabilidade. Analise sempre todas as variáveis com conta, peso e medida.

Como aviso!

Pare e dedique algum tempo à introspecção. A calma deverá guiá-lo na planificação dos meios para atingir os seus fins. A estabilidade é o elemento para que deve orientar a sua energia.

Deixar um comentário