Sofia Quental

Tarósofa
Contactar por
Costumava descrever-me como um ser com ligação fraca com a terra, a passar num túnel… Sinto que evoluí bastante desde o início do projecto Vimana – Tarosofia Lusitana. A minha ligação com a terra é algo que já consigo controlar e a minha ligação com o Tarot cresceu exponencialmente! .IV
O que sou...

Sinto que neste momento tenho todas as ferramentas para andar para a frente. Identifico-me com o Mago uma vez que a sua busca pelo conhecimento  é infindável , assim como o seu processo evolutivo. Pode-se sempre ir mais além.

O que vêm em mim...

Tornei-me mais eu, e deixei mais uma parte de quem sou interiormente sair cá para fora. Hoje em dia a minha energia feminina anda mais desperta e faz-se notar. Sinto-me bem comigo e com a natureza que me rodeia, e deixo isso transparecer.

O que eu pretendo ser...

Interpreto o Rei de Espadas como alguém com o poder de escolha e de comando. Alguém que detém o controlo não só de si mas do ambiente onde se insere. Isto sem deixar de ser ponderado e de ver o todo.

Código de Ética Geral
  •  Servirei os melhores interesses dos meus pacientes ou consulentes no decurso das minha várias actividades profissionais;
  • Tratarei todos os meus pacientes ou consulentes com igual respeito independentemente da sua origem, estatuto, educação, religião, género, idade ou orientação sexual. se em alguma altura isso me for impossível de conseguir por alguma razão irei indicar outra pessoa que não tenha o meu impedimento;
  • Representarei honestamente e com seriedade todos os graus que atingi educacionalmente, formativamente e iniciaticamente;
  • Usarei a máxima discrição e confidencialidade no tratamento dos dados e consultas com pacientes ou consulentes, excepto sob autorização expressa ou sobre juramento legal;
  • Não serão efectuados quaisquer tratamentos ou consultas a menores de idade sem a presença do seu encarregado de educação.
  • Recomendarei sempre profissionais habilitados a áreas legais, económicas e medicinais quando não qualificado para providenciar aconselhamento;
  • Respeitarei o direito de qualquer pessoa a terminar de imediato uma consulta ou tratamento, bem como informarei imediatamente que necessite de eu mesmo terminar essas actividades, por questões de ética, moral ou sanidade;
  • É compromisso oferecer um serviço verdadeiro, respeitador e comedido, visando não incentivar dependência do paciente ou consulente;
  • Os valores de cada serviço estão devidamente tabelados e, salvo situações promocionais, não existe qualquer razão para que o preço seja alterado durante ou após o tratamento ou consulta.
Termos Específicos ao Tarot
  • O consulente sabe que o Tarot não é capaz de prever o futuro e por isso não é passível de ser responsabilizado pelas suas decisões ou não decisões;
  • O consulente sabe que não serão feitas análises a questões de saúde, doença, gravidez, crime ou situações judiciais;
  • Nenhuma consulta será alguma vez feita a alguém com menos de 16 anos ou sobre uma criança com idade inferior a 13 anos;
  • Uma leitura não inclui uma descrição exaustiva da vida do consulente e por isso este deverá participar em diálogo para melhor interpretar cada tiragem;
  • O consulente tem todo o direito e obrigação de tomar as suas próprias decisões e deverá ver o Tarot como uma forma de aconselhamento e foco;
  • O consulente sabe que o pagamento de uma consulta de Tarot se deve à justa compensação do tempo, trabalho e estudo envolvidos e que em nenhuma altura a sua insatisfação com as respostas lhe dará o direito de receber o pagamento de volta.