PENDURADO, Décimo Segundo Arcano Maior

A Lâmina

Chamam-lhe O Pendurado (The Hanged Man), Enforcado, Dependurado em vários e diferentes baralhos. m

O Pendurado é o Décimo Segundo Arcano no Tarot e é uma das cartas mais misteriosas do baralho de Tarot. É simples, no entanto complexa. Atrai, mas também perturba. Contradiz-se a si mesma de várias maneiras diferentes. O Pendurado é uma carta inquietante porque simboliza a acção do paradoxo nas nossas vidas.

O Pendurado apresenta-nos certas verdades que estão escondidas nos seus respectivos opostos. A grande lição do Pendurado é que “controlamos” por “deixar ir”; “vencemos” por nos rendermos. A figura na carta 12 fez a rendição final entregando-se – morrer no decorrer das sua próprias penúrias, todavia brilha com a glória de entendimento divino. Ele sacrificou-se, mas emerge como vencedor.

O Pendurado também nos ensina a andar para a frente estando parado. Ensina-nos que por suspender o tempo, tem todo o tempo do mundo para reflectir. Em leituras, o Pendurado lembra-nos que a melhor maneira de enfrentar um problema nem sempre é a mais óbvia. Quando queremos forçar a nossa vontade a alguém, é aí que devemos o devemos libertar. Quando mais queremos que as coisas corram de acordo com a nossa vontade, é quando devemos sacrificar. Quando mais queremos agir, é aí que devemos esperar. A ironia é que com estas contradições, encontramos as respostas que procuramos.

 

A Manifestação

O Pendurado normalmente mostra-nos que nos encontramos numa encruzilhada na qual as opções são opostas, por exemplo, dentro ou fora, ir para cima ou para baixo, sim ou não. Pode-se encontrar numa situação na qual quer alguma coisa, mas não tem ideia o que é ou como obtê-la. Se isso acontecer, deve parar, relaxar e reflectir sobre maneiras que precisa para deixar de controlar aspectos da vida, situações, pessoas ou coisas.

O Pendurado reflecte a necessidade de suspender uma acção, e como resultado disso, um período de indecisão deve ser indicado. Decisões ou acções que precisem ser implementadas terão de ser retardadas, mesmo que na altura haja urgência para agir. Na realidade, é aconselhável adiar alguma tomada de decisão para dar a si mesmo tempo de reflectir sobre a situação e considerar um bem maior. Se conseguir este tempo, então conseguirá criar um diferente e melhor resultado. As palavras-chave desta carta são suspensão e espera e ela sugere que isto talvez seja exactamente o que necessita fazer para permitir novas possibilidades a vir ao de cima. Por vezes, não agir ajudará a fazer derramar mais luz sobre as outras opções que lhe estão disponíveis e permitirá atrair mais oportunidades.

O Pendurado pode por vezes reflectir que está a sentir-se preso. Precisará de entender porque se está a sentir assim e trabalhar para libertar-se destas restrições. Desta maneira o Pendurado lhe avisará para a necessidade de uma libertação emocional do que quer que seja que está a transtorná-lo. Aceite e renda-se a essas circunstâncias. Poderá precisar tornar-se mais vulnerável e aberto a experiências diferentes, mas isso o ajudará a acabar com a luta interna e desistir da sua necessidade de controlo. É aqui que deve mesmo deixar todas as suas preocupações e ansiedades para estas poderem desaparecer e uma nova realidade possa emergir e ser possível.

 

As significâncias e simbologias

Na carta, vê-se um homem pendurado pela perna esquerda, sob uma forca. A sua expressão é triste e distante, porém os seus braços estão cruzados atrás do corpo, em sinal de quem não quer lutar contra a sua condição. A sua perna direita está pendurada à árvore, ao contrário da sua perna esquerda que está dobrada com o pé escondido atrás do joelho.

Os seus braços estão arqueados, com as mãos atrás das costas, formando um triângulo invertido- O homem está a usar umas calças vermelhas que representam a paixão humana e o corpo físico, um casaco azul a representar conhecimento e sapatos amarelos a representar os seus ideais nobres. Também há quem diga que o homem representa O Louco.

À volta da sua cabeça está uma auréola que representa a sua realização espiritual, com um fundo cinzento que sugere invisibilidade (uma boa advertência para não exibir a sua espiritualidade). Esta é a carta da rendição final de estar suspenso no tempo e de ser um mártir que se sacrifique pelo bem maior.

Esta carta é o arquétipo para meditação para ajudar a soltar-se de padrões de comportamento e maus hábitos que o restringem.

O número do Pendurado é o 12 – um quarto do número 3 que representa um planeamento cuidado e crescimento ordeiro para um desenvolvimento espiritual. 1 (inicio) + 2 (a força do raciocínio) = 3 (o produto do renascimento). O seu planeta é o Neptuno, o planeta do sacrifício e do idealismo. ç

(mais detalhes no nosso livro Iluminados 78 Vezes disponível brevemente)

 

  • Suspensão
  • Restrição
  • Libertação
  • Sacrifício
  • Martírio
  • Indecisão
  • Atraso
  • Exploração
  • «Bode Expiatório»

m

Seleccione para significados específicos:

Como carta do dia!

Analise os pontos dos quais as suas suposições dependem. Identifique os seus sacrifícios!

Como Prognóstico!

De uma maneira ou de outra, este é o fim de uma estrada que antecede a grande mudança – a paixão que leva a uma grande história de sofrimento ou a um ardor inspirador.

Como análise amorosa!

A cabeça é o ponto mais baixo aqui com o corpo no seu topo. Isto pode ser uma indicação de outro tipo de sabedoria que só pode ser obtida pela rendição.

Como um evento!

Uma mudança de consciência trará uma perspectiva totalmente nova do mundo.

Como aviso!

Olhe para o seu interior e os seus sacrifícios actuais e prepare a grande mudança!

4 comentários

  1. |

    sou fã incondicional desta ciência, há anos que procuro interpretar mas sou muito pobre na leitura .

  2. |

    Pode ser que com o nosso material gratuito consiga finalmente atingir essa capacidade Margarida. Pondere também candidatar-se ao Curso de Tarosofia e será eventualmente contactada quando abrirem vagas.

Deixar um comentário