Como ler as lâminas da corte como um profissional

As lâminas da corte no Tarot são muitas vezes as mais complexas e confusas de interpretar. Porquê? Porque existem muitas formas diferentes de as interpretar – tais como pessoas, personalidades, situações, etc.

Neste artigo, mostro diversas formas de ler as lâminas da corte e partilhar algumas dicas de como saber, qual método usar e quando.

Porquê Lâminas da Corte?

O termo Cortes procede do latim cohors. Ao longo dos séculos este tipo de organismo teve diversas designações: cúria, concílio e parlamento. Em Portugal, o período áureo das Cortes corresponde aos séculos XIV e XV, tendo as primeiras sido realizadas em Leiria em 1254; nunca mais, após este período, se convocaram Cortes em tão grande número. Podem apontar-se como razões para a realização de tão elevado número de Cortes a necessidade que o rei tinha de apoio financeiro e político. Mas na realidade cortes existem já desde imemoriais tempos, e até os antigos egípcios tinham o costume de juntar o Rei, a Rainha, Heróis e Conselheiros para grandes decisões de estado. No Tarot, as lâminas da Corte compreendem o Rei, a Rainha (ou Dama), o Pagem/Aia (ou Valete) e o General (Cavaleiro). Estas cartas, ou lâminas, conforme o baralho são extremamente úteis na grande maioria das leituras e tiragens, havendo até tiragens que apenas usam as Lâminas da Corte.

As lâminas da corte como uma pessoa específica

No geral, as lâminas da corte representam uma pessoa. Essa pessoa podemos ser nós ou outra pessoa qualquer. Pelo conhecimento da personalidade e atributos da lâmina, consegue identificar se é você mesmo ou outra pessoa que a carta representa. As lâminas da corte têm sido muitas vezes ligadas à Classificação Tipológica de Myers-Briggs na Psicologia. A Classificação Tipológica de Myers-Briggs é baseada nas teorias e ideias de Carl Jung e é agora um método muito respeitado em adquirir uma profunda compreensão sobre tipos de personalidade e factores motivacionais. De acordo com os testes da classificação referida no parágrafo anterior existem 16 tipos de personalidade diferentes. Curiosamente esses 16 tipos de personalidade correspondem às 16 lâminas da corte no Tarot. Se trabalhou anteriormente com esta classificação pode preferir tirar as suas próprias conclusões sobre qual perfil melhor corresponde a cada uma das lâminas da corte e tomar nota dessas conclusões. Nesta fase, não existe qualquer tipo de sistema universal de correspondência entre as 16 lâminas da corte e os 16 tipos de personalidades referidas na Classificação de Myers-Briggs. Nos livros mais tradicionais sobre Tarot, são atribuídas às lâminas da corte atributos como cor do cabelo e dos olhos, o sexo e a idade (exemplo: masculino, cabelo castanho, olhos azuis, atraentes, maduro, etc). Embora, com alguma experiência, descobre-se que isso é muito limitado e frequentemente impreciso. Muitas vezes a Dama aparece como homem, o Rei aparece como mulher, o Valete aparece como uma pessoa idosa e por aí adiante.  

Lâminas das corte como parte de si!

60Algumas vezes, as lâminas da corte podem indicar uma parte da sua personalidade em vez da sua personalidade completa. Mostra um  lado que tem vindo a ser expressado ou procura expressar-se. Pode ser uma parte de si que mostra regularmente, ou que precisa de nutrir e desenvolver… Por exemplo, se numa tiragem sobre a carreira sair um Valete de Espadas pode indicar que precisa de adoptar uma atitude mais curiosa para ter sucesso. Ou seja, ter vindo a adoptar uma atitude de curiosidade pode confirmar que já está a fazer o que precisa de ser feito para ter sucesso.  

Lâminas da corte como uma situação ou evento

Há alturas em que surgem lâminas da corte que não fazem sentido representarem uma pessoa ou parte da sua personalidade. Algumas vezes as lâminas da corte podem representar uma situação ou um evento que leva a uma personalidade dela própria. Por exemplo: se surgir um Valete de copas numa tiragem pode indicar um convite ou uma oferta que vai levar a muita alegria ou emoção. Ou o Rei de paus que sugere uma situação onde amadurece os seus objetivos e visões na vida Além das laminas da corte representarem  pessoas, personalidades ou situações, podem também representar diferentes níveis de maturidade. De forma pessoal, a maturidade pode aludir à idade da pessoa em questão, mas é geralmente mais lógico ver-se a maturidade como forma de estar. Por exemplo: o Valete, que muitas vezes é visto como um jovem, uma pessoa imatura, não tem que ter uma idade abaixo dos 21 anos, mas pode indicar alguém que é jovem de coração, ingénuo, ou desconhecido de uma situação em particular. Nível de maturidade pode também indicar várias fases de uma jornada. O Valete representa o início de uma jornada, enquanto o Rei representa a conclusão de uma jornada, completa com lições de vida e uma profunda compreensão.

Como saber o que interpretar o que usar e quando

Com tantas e diferentes formas de interpretar as lâminas da corte, não é de admirar que tantos estudantes de Tarot enfrentem dificuldades com estas cartas. Portanto, como sabe que método usar e quando? Ficam aqui algumas dicas:

  • Antes de começar a tiragem, determine se quer ou não que as lâminas da corte simbolizem pessoas, traços de personalidade ou situações.
  • Use e confie na sua intuição ACIMA de tudo. Esteja atento à sua voz interior que ela guiará na direcção certa.
  • Pense em possíveis interpretações para as lâminas da corte referentes a pessoas, personalidades e situações. Escolha a interpretação que mais sentido fizer na tiragem.

Experimente perguntar a colegas e/ou amigos ligados à tarosofia de alguma forma como eles interpretam as lâminas da corte nas suas tiragens. Fizemos isso no nosso grupo de estudo a certo dia, eis algumas abordagens a considerar:

“Algumas vezes eu as vejo com as emoções que elas representam ou o nível de compreensão de uma situação. Geralmente eu vejo o Valete e o Cavaleiro mais como possíveis eventos, como um regresso a casa, em movimento, ou uma mensagem.”

 

“Pessoalmente, as lâminas da corte representam pessoas, sem falha! Eu tenho arrepios com a precisão!”

 

“Eu geralmente tento relaciona-las com uma pessoa. Se não conseguir encontrar uma pessoa que se relacione eu tento ir pelos atributos da lâmina”

 

“A questão do consulente ou a tiragem que estou a usar, da-me pistas sobre se é uma pessoa, traço, ou uma energia. Em geral, eu confio na minha intuição.”

O que funciona consigo? Como interpreta as lâminas da corte numa tiragem de Tarot? E que dicas tem para aqueles que estão a aprender Tarot e a ingressar o estudo sério da Tarosofia? Deixe o seu comentário abaixo.

3 comentários

  1. |

    Estas sempre foram as cartas que mais me chatearam por serem tão complicadas de perceber no seu sentido geral. Muito bom este artigo!
    Podem desenvolver mais?

    • |

      Vamos certamente dar mais informação Pedro… muito brevemente 😉

Deixar um comentário