A FORÇA, oitavo Arcano Maior

28 Maio, 2015
por Alexa
A Lâmina

Chamam-lhe a Força (Strength) e Fortaleza em vários e diferentes baralhos. i

A Força, a oitava lâmina do Tarot, simboliza o arquétipo da “bela e o monstro”, personificado pela dualidade entre a sensata mulher de branco e o selvagem leão vermelho. A redenção de cada um está dependente do outro e por isso, esta lâmina traduz a necessidade da interacção destas duas forças interiores para permitir florescer a criatividade. Isto significa que as qualidades deste arcano estão já dentro de nós, um poder emocional em bruto à espera de ser dominado, controlado e transformado num instrumento para avançar para tarefas mais espirituais.

Esta lâmina demonstra um balanço entre os nossos aspectos animais (o leão), humanos (a mulher de branco) e divinos/espirituais (a lemniscata). Neste sentido, há uma mensagem de sinergia entre a paixão, a compaixão e a virtude que possuímos e que, por muito impossível que pareça por vezes, são susceptíveis de serem conciliadas para um propósito maior. Apenas temos de encontrar a nossa força interior e com paciência, os nossos egos coalescentes acabam por se unificar e colaborarem em conjunto. Os resultados podem ser lentos e muitas tentativas de controlo serão frustradas, mas passo a passo, vai tornando-se possível lidar com estas energias e realizar muitas tarefas até aí impraticáveis. De uma maneira ou de outra, os esforços árduos serão concretizados e reconhecidos.

É importante reter que, enquanto que o Carro incorpora a força exterior e determinação, a Força complementarmente retrata duas figuras oponentes que dão vida ao ideal da força interior e do poder do espírito humano sobre qualquer obstáculo, mesmo as “bestas” que vivem dentro de nós.

 

A Manifestação

A Força representa, claramente, força, mas também determinação e poder. Esta lâmina traduz a capacidade em todos nós de suportar e ultrapassar os obstáculos no nosso caminho, buscando no nosso interior a confiança e robustez para tal. Cada pessoa tem a energia e persistência para caminhar em frente contrabalançadas pela paciência e calma interiores, que juntas demonstram grande compostura e maturidade. As emoções caóticas e animalescas, mesmo que parte da natureza humana, precisam de ser transcendidas se pretendemos alcançar um nível espiritual mais alto, se queremos expandir a nossa consciência ascética e a nossa intuição, se queremos finalmente ouvir a nossa voz interior com clareza.

Pode também reflectir uma abordagem compassiva, tal como a mulher de branco, que oferece amor e paciência ao leão em vez de o forçar a ser submisso. A Força expõe a necessidade de dar espaço aos outros e de tolerar as suas próprias necessidades, criando-se um ambiente de segurança, aceitação e confiança. Só nesse meio é possível influenciar e persuadir os outros a verem para além dos seus mundos e das suas perspectivas, com gentileza e paciência. Ainda neste sentido, é preciso mostrar por vezes paciência e compaixão connosco – quando duvidamos constantemente de nós mesmos, a Força relembra-nos que somos fortes, assertivos e perseverantes; quando nos sentimos sobrecarregados com stress, ela reafirma a nossa resistência e garra que nos levarão até ao fim nos nossos objectivos; quando estamos a esforçar-nos demais, esta lâmina confronta-nos com a necessidade de sermos pacientes e deixarmos as coisas tomarem o ser curso.

A Força chama-nos à atenção das nossas reacções instintivas e dos nossos impulsos animalescos e de que os temos de dominar com calma, de modo a conseguirmos atingir um nível de consciência superior. Só assim poderemos equilibrar as nossas forças interiores.

As significâncias e simbologias

Nesta lâmina, as duas figuras centrais são a mulher de branco e o leão vermelho – representam o contraste entre a beleza, a inteligência, o humano com o ‘monstro’, o instintivo, o animal.

A mulher veste um robe branco, indicando a pureza e sabedoria da Natureza, e agarra os maxilares do leão com as mãos despidas, sem esforço próprio, sem forçar o animal, o que mostra a gentileza com que o faz. Vemos ainda que o leão lambe a mão da sua domadora, o que confirma que este feroz felino não a resiste, mas pelo contrário, é submisso à mesma. Por cima da sua cabeça, paira uma lemniscata (símbolo do infinito) que remete à permanente transmutabilidade e daí, evolução do espírito que a mulher procura alcançar. O facto desta personagem ser uma bela mulher reforça a premissa de que esta lâmina retrata uma força interior, uma motivação moral, para além da resistência física, externa mais associada ao masculino. Ela possui um cinto e uma coroa de flores, exprimindo a vitória desta personagem sobre os seus desafios. Ainda se pode salientar a posição dos braços da mulher, sendo que o braço direito (força física) apenas segura a mandíbula do animal, enquanto que o esquerdo (esforço mental) faz toda a força – isto provoca que ambas as figuras adquiram uma pose forçada, de costas arqueadas e por isso, inatural, mas mesmo assim complementares uma da outra.

Por outro lado, o leão simboliza o instinto e volatilidade animalesca, a paixão e desejos a serem controlados, mas também a força de vontade natural e feroz. O leão assim não é só dominado pela mulher, mas as suas qualidades são controladas e convertidas numa força motriz para o espírito prosseguir a sua viagem.

No cenário, observa-se um céu dourado num campo verdejante aberto, o que transmite a sensação de calma de espírito, de concretização pessoal e de controlo do ambiente. Em último plano, conseguimos reconhecer as montanhas azuis dos Enamorados, representativo dos pontos altos da vida, dos obstáculos a conquistar e das experiências gratificantes. ç

(mais detalhes no nosso livro Iluminados 78 Vezes disponível brevemente)

 

  • Força
  • Coragem
  • Paciência
  • Controlo
  • Compaixão
  • Compreensão
  • Fraqueza
  • Auto-dúvida
  • Falta de auto-confiança
  • Falta de auto-disciplina

i

Seleccione para significados específicos:

Como carta do dia!

A realização depende de estar presente ao máximo, concentrando as suas forças no agora! Se ficar a sonhar acordado e a desejar que o dia acabe, pode acabar por perder as oportunidades que este lhe traz.

Como Prognóstico!

A chave para a potência passa através do reconhecimento e da reconciliação dos nossos pontos fortes e fracos. Quando os aprender a integrar, saberá finalmente funcionar como um todo e não a soma das suas partes!

Como análise amorosa!

Esqueça ideias inúteis e acções hesitantes! É altura de conciliar a atracção animal com a compreensão humana e tomar uma iniciativa – vá ao um restaurante romântico, planeie um fim-de-semana fora da cidade. Seja a Força dentro da sua relação!

Como um evento!

Esteja preparado para usar a sua Força a qualquer momento: seja quando precisa de controlar a sua “besta” interior ou quando chegam as recompensas por tudo o que lutou até aqui. Independentemente do que se passa agora, aproveite o momento, viva-o e torne-o uma experiência em vez de ser carregado indolentemente pela causalidade da vida.

Como aviso!

Chegou a uma altura em que as suas “bestas” dentro de si estão descontroladas – precisa de controlar e dominá-las! Ficará surpreendido com a clareza de espírito, a vitalidade e a determinação que viram quando o fizer.

Alexa

Sobre

Sou uma criatura muito dualista ao ver e saber o Mundo: adoro a arte da Ciência e o misticismo do Espiritualismo, porque acredito que o Universo é a fusão da matemática e da energia do ser. Absorvo tudo desde numerologia à astronomia, astrologia à biologia; mas acima de tudo, o Tarot consegue ser uma nova perspectiva única, bela e misteriosa onde se cruzam os dois mundos. É uma arte de conhecimento e magia capaz de mudar vidas...

1 comentário

Deixar um comentário